Gandor agradece a votação e cumprimenta o eleito em Prainha
16/11/2020 12:49 em NOVIDADES

Hélio Nogueira - OPINIÃO - 

Já está mais do que provado que quem tem a máquina pública nas mãos tem poder e só perde eleição se for panema. Quem controla a máquina pública, controla parte do eleitorado. Isso ocorre em qualquer lugar, tanto nos pequenos quanto nos grandes municípios brasileiros.

Fiscalizar as supostas ilegalidades no período das eleições é da competência exclusiva do Ministério Público Eleitoral, que nem sempre dispõe da estrutura necessária para exercer essa atividade.

Por outro lado, constatamos as falhas no sistema de apuração das eleições quando hackers invadiram os computadores do Tribunal Superior Eleitoral, paralizando por cerca de 1 hora o início da apuração dos votos, o que prova que as urnas eletrônicas não são seguras como apregoam os ministros do TSE. O Brasil é o único país do mundo a usar urnas eletrônicas. As grandes democracias mundiais continuam escrevendo seu voto no papel, porque entendem ser mais confiável e seguro. 

Dito isso, queremos cumprimentar os prefeitos e vereadores de Monte Alegre, Alenquer, Prainha e Almeirim pela eleição deste domingo. É assim que o processo democrático funciona e devemos respeitar o resultado das eleições, porque traduzem a vontade do eleitor.

Em Santarém, o único município da região oeste do Pará onde haverá segundo turno, Nélio Aguiar disputará os votos com a Maria do PT.

Não podemos deixar de fazer referência ao candidato Gandor Hage, que disputou a prefeitura de Prainha. Foi um grande guerreiro. Lutou do começo ao fim contra tudo e contra todos para garantir sua candidatura. Enfrentou mentiras de toda ordem nas redes sociais, postadas inclusive por seus familiares. Viu transformarem uma decisão jurídica em uma decisão política. Recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral do Pará que, dois dias antes do pleito, reconheceu que Gandor nada devia à Justiça e que  não havia pendência judicial que o impedisse de ser candidato. 

Tudo isso serviu para mostrar que o joio precisa ser separado do trigo em Prainha. Esse novo grupo que se formou em tornou do nome de Gandor é o grupo que a acredita em mudança e essa mudança vai acontecer. 

Gandor reconheceu a vitória do adversário e não deixou de cumprimenta-lo e aos eleitos. É assim que deve agir um candidato que respeita a decisão das urnas.  

De nossa parte, aqui do Patrulhão, vamos continuar alimentando uma certeza:  a vigilância será diária e severa na aplicação dos recursos destinados ao desenvolvimento e bem estar da população de Prainha, Monte Alegre, Alenquer, Almeirim e Santarém. 

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
VENHA ANUNCIAR AQUI...